Quinta-feira, 25 de Julho

Desentendimento entre vizinhas em Nova Glória termina em agressão e acusações mútuas

Publicado em 27/05/2024 às 14:16
Nova Glória

Na noite de domingo (26), uma equipe de policiais militares foi acionada via telefone funcional para atender uma ocorrência de desentendimento entre vizinhos. Ao chegar ao local indicado, os policiais ouviram as partes envolvidas separadamente para esclarecer o ocorrido.

Segundo o registro policial, uma mulher de 34 anos, acompanhada de seu companheiro de 42 anos, relatou que sua vizinha de 44 anos teria invadiso sua residência e a atacado com uma faca, cortando parte de seu cabelo e causando uma pequena lesão na cabeça. A vítima afirmou que a agressão foi motivada pelo aborrecimento da vizinha com o barulho vindo de sua casa. Ela expressou o desejo de representar criminalmente contra a vizinha por lesão corporal. Conforme o registro policial. 

Menor é abordado pela PM ao realizar manobras perigosas em Carmo do Rio Verde

Em contrapartida, ao ser questionada pelos policiais, a vizinha suspeita das agressões negou qualquer ato de violência física contra a outra mulher. Ela alegou que as lesões sofridas pela vítima foram causadas pelo próprio companheiro da vítima, com quem mantém um relacionamento conturbado, fato conhecido por toda a vizinhança. A suspeita também afirmou que a vítima frequentemente desliga o disjuntor que fornece energia elétrica às casas vizinhas por implicância.

Grave acidente com vítima fatal entre São Francisco de Goiás e Jesúpolis

No relato da vizinha suspeita, no domingo, ela flagrou a suposta vítima desligando o disjuntor de sua casa, o que resultou em uma discussão. Durante a altercação, o companheiro da suposta vítima teria ameaçado e causado uma escoriação em sua coxa com uma faca. A vizinha também relatou que, na manhã do mesmo dia, a suposta vítima tentou pular o muro e entrar em sua residência, mas foi surpreendida, resultando em uma troca de insultos.

A vizinha manifestou o desejo de representar criminalmente contra a suposta vítima e seu companheiro por lesão corporal e violação de domicílio, respectivamente.

Ambas as partes foram orientadas a dirigirem-se ao Posto de Saúde Municipal para a confecção dos documentos médicos legais pertinentes e a comparecer, em data oportuna, a uma unidade da Polícia Civil para registro e investigação dos fatos narrados.

 

Comentários


Os comentários não expressam a opinião do Jornal Populacional e são de exclusiva responsabilidade do autor.

Encontre mais notícias relacionadas a: Polícia,

Veja Também