Região do Vale de São Patrício continua em Estado de Calamidade (alerta vermelho)

Publicado em 01/03/2021 às 20h 13min

Faculdade Prominas

As regiões apontadas em situação de calamidade pela Covid-19 no mapa de risco epidemiológico, disponibilizado pela Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES-GO) e atualizado semanalmente, devem, de acordo com a pasta, seguir as recomendações por 14 dias, mesmo se apresentar melhora dentro de uma semana.

 

 

Conforme a SES-GO, “as recomendações aplicadas em regiões classificadas como situação “crítica” ou de “calamidade” só poderão ser modificadas se a região apresentar melhora da situação por duas semanas consecutivas”.

 

 

Desta forma, a região que se encontrava em situação de calamidade (vermelho) na semana anterior e passou para estado de crítico (laranja) ou alerta (amarelo) na semana vigente, precisa manter as medidas estabelecidas para a situação de calamidade por mais uma semana. Da mesma forma, a região que estava em situação crítica e passou para alerta.

 

Já as regiões que apresentaram piora de uma semana para a outra, deverão, segundo a Secretaria de Saúde, “imediatamente adotar as medidas restritivas da situação de piora em que se encontram” e mantê-las por 14 dias, caso apresente melhora.

 

 

De acordo com a última atualização do mapa epidemiológico, realizada neste sábado (27), Goiás possui 1 região em situação crítica (Nordeste II), nenhuma em alerta e 17 em estado de calamidade, sendo elas:

 

– Norte (Bonopolis, Campinacu, Estrela do Norte, Formoso, Minaçu, Montividiu do Norte,  Mundo Novo, Mutunópolis, Novo Planalto, Porangatu, Santa Tereza de Goiás, São Miguel do Araguaia, Trombas).

 

– Nordeste I (Campos Belos, Cavalcante, Divinópolis de Goiás, Monte Alegre de Goiás, Teresina de Goiás)

– Serra da Mesa (Alto Horizonte, Amaralina, Campinorte, Colinas do Sul, Hidrolina, Mara Rosa, Niquelândia, Nova Iguaçu de Goiás, Uruaçu).

 

– Entorno Norte (Água Fria de Goiás, Alto Paraiso de Goiás, Cabeceiras, Flores de Goiás, Formosa, Planaltina, São João D’alianca, Vila Boa).

 

– Rio Vermelho (Americano do Brasil, Araguapaz, Aruanã, Britânia, Faina, Goiás, Guaraíta, Heitoraí, Itaberai, Itapirapuã, Itapuranga, Jussara, Matrincha, Mossâmedes, Mozarlândia, Nova Crixás, Santa Fé de Goiás).

 

São Patrício I

 

 (Campos Verdes, Carmo do Rio Verde, Ceres, Crixás, Guarinos, Ipiranga de Goiás, Itapaci, Morro Agudo de Goiás, Nova América, Nova Glória, Pilar de Goiás, Rialma, Rianápolis, Rubiataba, Santa Isabel, Santa Terezinha de Goiás, São Luiz do Norte, São Patrício, Uirapuru, Uruana).

 

São Patrício II

 

(Barro Alto, Goianésia, Itaguaru, Jaraguá, Mimoso de Goiás, Padre Bernardo, Santa Rita do Novo Destino, Vila Propício).

 

– Central (Abadia de Goiás, Anicuns, Araçu, Avelinópolis, Brazabrantes, Campestre de Goiás, Caturaí, Damolândia, Goiânia, Goianira, Guapí, Inhumas, Itaguari, Itauçu, Jesupolis, Nazário, Nerópolis, Nova Veneza, Ouro Verde de Goiás, Petrolina de Goiás, Santa Bárbara de Goiás, Santa Rosa de Goiás, Santo Antônio de Goiás, São Francisco de Goiás, Taquaral de Goiás, Trindade)

 

 

– Pirineus (Abadiânia, Alexânia, Anápolis, Campo Limpo de Goiás, Cocalzinho de Goiás, Corumbá de Goiás, Gameleira de Goiás, Goianápolis, Pirenópolis, Terezópolis de Goiás), – Oeste I (Amarinópolis, Aragarças, Arenópolis, Baliza, Bom Jardim de Goiás, Diorama, Fazenda Nova, Iporá, Israelândia, Ivolândia, Jaupaci, Moiporá, Montes Claros de Goiás, Novo Brasil, Palestina de Goiás, Piranhas).


– Oeste II (Adelândia, Aurilândia. Buriti de Goiás, Cachoeira de Goiás, Córrego do Ouro, Firminópolis, Palmeiras de Goiás, Palminópolis, Paraúna, Sancrerlândia, São João da Paraúna, São Luís de Montes Belos, Turvânia).


 

– Entorno Sul (Águas Lindas de Goiás, Cidade Ocidental, Cristalina, Luziânia, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto, Valparaíso de Goiás).


 

– Centro Sul (Aparecida de Goiânia, Aragoiânia, Bela Vista de Goiás, Bonfinópolis, Caldazinha, Cezarina, Cristiaanópolis, Cromínia, Edealina, Edéia, Hidrolândia, Indiara, Jandaia, Leopoldo de Bulhões, Mairipotaba, Orizona, Piracanjuba, Pontalina, Professor Jamil, São Miguel do Passa Quatro, Senador Canedo, Silvânia, Varjão, Vianópolis, Vicentinópolis) – Estrada de Ferro (Anhanguera, Caldas Novas, Campo Alegre de Goiás, Catalão, Corumbaíba, Cumari, Davinópolis, Goiandira, Ipameri, Marzagao, Nova Aurora, Ouvidor, Palmelo, Pires do Rio, Rio Quente, Santa Cruz de Goiás, Três Ranchos, Urutaí).


– Sul (Água Limpa, Aloândia, Bom Jesus de Goiás, Buriti Alegre, Cachoeira Dourada, Goiatuba, Gouvelândia, Inaciolândia, Itumbiara, Joviânia, Morrinhos, Panamá).


– Sudoeste I (Acreúna, Aparecida do Rio Doce, Cachoeira Alta, Caçu, Castelândia, Itajá, Itaruma, Lagoa Santa, Maurilândia, Montividiu, Paranaiguara, Porteirão, Quirinópolis, Rio Verde, Santa Helena de Goiás, Santo Antônio da Barra, São Simão, Turvelândia).


– Sudoeste II (Aporé, Caiapônia, Chapadão do Céu, Doverlândia, Jataí, Mineiros, Perolândia, Portelândia, Santa Rita do Araguaia, Serranópolis)

 

Irmãos Peixoto

Encontre mais notícias relacionadas a: Pandemia;

Veja também

Ver mais notícias