Morador de Carmo do Rio Verde tem carro destruído após pegar fogo em Ceres - Jornal Populacional
Quinta-Feira, 01 de Outubro de 2020

Morador de Carmo do Rio Verde tem carro destruído após pegar fogo em Ceres

Publicado em 13/08/2020 às 20:40

CLIQUE PARA AMPLIAR
PUBLICIDADE

na noite desta quinta-feira (13/8) um veiculo Um Ford Fiesta  placa de Goiânia, ficou destruído após pegar fogo na cidade de Ceres.  

 

O condutor Joaquim Pires, de 60 anos, que mora na cidade de Carmo do Rio Verde, falou com a reportagem do Jornal Populacional.

 

Ele conta que seguia pela GO-154 no perímetro urbano de Ceres sentido ao Cemitério, cerca de 500 metros antes do local que o veiculo pegar fogo, uma mangueirinha desconectou de uma parte do motor e vazou combustível,  mas foi reconectado pelo próprio condutor e seguiu com o carro.

 

Joaquim, relatou ainda que após rodar cerca de 500 metros percebeu fogo no motor, ele e a esposa Neiva Gonçalves de 45 anos, desceram de dentro, ele disse que tentou abrir o capô, mas o fogo já estava alto e não conseguiu, conta que ficou com medo de explosão.

 

 

A cerca de uma semana  o veiculo foi levado em uma oficina na cidade de Carmo do Rio Verde, o qual foi trocado a junta do cabeçote, passando por uma retifica, nisso segundo Joaquim, disseram para ele que o veiculo estava com problemas elétricos.

 

Por sua vez Joaquim levou o carro em uma auto elétrica na cidade de  Rialma na tarde desta quinta (13).  Após passar o aparelho para verificar o problema, Joaquim foi informado de que o motor estava fora do ponto.Ao  retornar a Carmo do Rio Verde para o mecânico olhar aconteceu este fato. Mas para saber o que de fato causou o incêndio, somente a pericia para falar.

 

Equipes da guarnição do Corpo de Bombeiros foram acionadas e apagaram as chamas.

 

O referido veiculo havia sido quitado a cerca de 60 dias, e seria trocado por um veiculo novo, inclusive segundo Joaquim, hoje (13) foi em uma concessionária  e    feito a cotação  e até o valor de avaliação na troca. O veículo até o mês de junho havia seguro, mas não foi renovado.

 

"Deus sabe o que faz, a gente tem que levantar a cabeça". Disse.

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

(62) 8585-3737