Idoso morre durante ataque de abelhas no Lago Serra da Mesa em Campinorte - Jornal Populacional
Sexta-Feira, 03 de Julho de 2020

Idoso morre durante ataque de abelhas no Lago Serra da Mesa em Campinorte

Publicado em 24/05/2020 às 17:42

CLIQUE PARA AMPLIAR
PUBLICIDADE

Segundo o Corpo de Bombeiros, a 11ª CIBM de Uruaçu recebeu solicitação para efetuar busca e salvamento de um cachorro, que teria sido abandonado em uma ilha no Lago Serra da Mesa, no município de Campinorte, em local conhecido como região do Jacaré.

 

Conforme informou o solicitante o animal estaria agressivo e era alimentado esporadicamente pelo solicitante.

 

Por volta das 12h, o CB Sakamoto e o soldado Bandeira deslocaram ao local em conjunto com o solicitante, um idoso de 67 anos, a fim de buscar e resgatar o animal que seria entregue à ele, uma vez que o homem havia se disposto a cuidar do animal.

 

A presença do idoso no resgate também era fundamental, haja vista que os militares precisavam de suas orientações para chegar ao local que era de difícil acesso.

 

Enquanto realizavam as buscas pelo animal, os bombeiros militares e o idoso foram atacados por um enxame de abelhas, o que obrigou o trio a buscarem abrigo retornando bruscamente para a embarcação que os levou àquela ilha. Mesmo assim, todos os três envolvidos sofreram diversas picadas das abelhas enquanto retornavam para a embarcação.

 

O idoso sofreu diversas picadas e ficou inconsciente. O CB Sakamoto na tentativa de auxiliar e salvá-lo (deitou sobre o idoso buscando diminuir o ataque) também sofreu muitas picadas e, se não fosse a intervenção do soldado Bandeira e de outras pessoas que chegaram posteriormente, também teria seu quadro de saúde ainda mais agravado.

 

De imediato foi solicitada uma viatura do Corpo de Bombeiros e uma do SAMU que deslocaram ao local para atender as três vítimas, porém, o idoso acabou não resistindo e morreu.

 

O cabo Sakamoto foi levado para o Hospital Municipal de Campinorte (consciente e orientado), tendo que ficar hospitalizado. Já o soldado Bandeira não teve maiores intercorrências.

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

(62) 8585-3737