O Delegado Luziano, fala sobre o meio ambiente, espera que haja uma conscientização - Jornal Populacional
Quarta-Feira, 27 de Maio de 2020

O Delegado Luziano, fala sobre o meio ambiente, espera que haja uma conscientização

Publicado em 25/09/2019 às 17:49

CLIQUE PARA AMPLIAR
PUBLICIDADE

O Delegado Luziano Severino de Carvalho, Há 20 anos está à frente da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (DEMA). Desde de o primeiro momento as estratégias que são utilizadas para defender as questões ambientais de Goiás, estão justamente no conscientizar, no prevenir, no fiscalizar e por último no punir. Disse.

 

Luziano, conta que já realizou inúmeras ações, foram mais de cinco mil nascentes recuperadas. “Mas no momento que passamos hoje no Brasil em que os elementos principais que são os abióticos, ou seja, o ar a fauna e a flora com seu suporte solo a água que está sumindo, o povo brasileiro tem que ter uma reflexão, nós não podemos obter progresso sacrificando os recursos naturais, os rios estão realmente secando, as nascentes também, consequentemente os grandes e rio desse país.

 

 Luziano, ressaltou que Goiás é o berço das águas, Goiás abastece o Brasil e de repente você vê na cidade de Goiânia, o Rio meia Ponte, que não está dando conta de abastecer um única cidade, aí vem a indagação; tem algo errado? e o Poder Público, a população tem de agir urgentemente, não se pode pensar apenas no crescimento econômico.

 

Para Luziano, é preciso respeitar e querer melhorar o crescimento social e ambiental.  Luziano diz esperar muito que haja uma conscientização. “Nós temos que crescer, nós temos que produzir grãos, temos que produzir carne, mas não pode sacrificar os recursos naturais, portanto o desenvolvimento sustentável não pode ser falácia, não pode ser engodo, tem que ser ações práticas”.

 

Ele comentou ainda que o meio ambiente é de todos, todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, pontuou que o grande desafio é que essa expressão constitucional que converta imediatamente em realidade prática, não pode viver só na falácia, ele espera que todos mudem urgentemente essa postura ambiental, por que a crise cada vez piora mais.

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

(62) 8585-3737