Produtor rural indignado despejou galão de leite no escritório da ENEL em Itapaci (vídeo) - Jornal Populacional
Quarta-Feira, 22 de Janeiro de 2020

Produtor rural indignado despejou galão de leite no escritório da ENEL em Itapaci (vídeo)

Publicado em 03/12/2019 às 23:12

CLIQUE PARA AMPLIAR
PUBLICIDADE

Um produtor rural da cidade de Itapaci, indignado e cansado de levar prejuízos pela falta de energia elétrica na sua propriedade rural no referido município, derramou um galão cheio de leite na recepção do escritório da ENEL em Itapaci. (Veja vídeo).

 

A reportagem do Jornal Populacional conversou com ele e a esposa dele. Fabiano Rocha Ferreira, de 45 anos, segundo ele, nesta segunda-feira (2/12) aconteceu uma audiência pública as 18h na Câmara Municipal da cidade para tratar deste assunto.

 

Fabiano, relata a reportagem do Populacional que há um ano vem tendo problemas, sofrendo com a falta de energia elétrica da qual a responsável é a ENEL. Na última sexta-feira (27/11) ele matou uma de suas vacas e acabou perdendo a carne no freezer por falta de energia elétrica.

 

O produtor conta que vem perdendo leite a semana inteira por falta de energia elétrica. “Então vai indo a gente perde um pouco da paciência”.

 

O produtor rural cansado de tudo isso, em um Fiat Uno e um galão de leite no porta-malas, foi até o escritório da ENEL em Itapaci, e em forma de protesto despejou todo o leite na recepção do escritório. “Sei que não é um ato correto da gente fazer, mas eu acho que a gente deve fazer um protesto, foi o que tentei fazer na minha hora de raiva, mas eu só fiz o que acho que devia ser feito”.  Disse ele.

 

Vídeo cedido pelo Jornal Enquanto Isso em Itapaci.

 

Fabiano, relatou ainda que avisou para o pessoal da ENEL que já suspendeu o pagamento dos talões de energia até que seja regularizado o fornecimento de energia por parte da ENEL.

 

A esposa de Fabiano, Ana Cristina Silva Prudente, de 41 anos, contou a reportagem que na semana passada na quarta-feira (27/11) matou um porco, do qual foi produzido cerca de 20 quilos de linguiça e colocados na geladeira, logo depois houve falta de energia chegando no outro dia, toda a linguiça perdeu.

 

Ana Cristina, informa que a energia oscila e falta muito com frequência “e eles não tomam providências e quem fica prejudicado é nós”.

 

Na semana passada, Ana Cristina conta que perdeu mil litros de leite por falta de energia elétrica.  

 

Essa família está indignada e quer uma reposta da ENEL para ver que solução será feita pela falta de energia com frequência em sua propriedade rural.

 

Não foi possível contato com a ENEL, mas fica aqui o espaço para que os responsáveis se manifestem.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

(62) 8585-3737