PM prende em Goiânia suspeito de latrocínio contra idosa em Itapuranga - Jornal Populacional
Domingo, 25 de Outubro de 2020

PM prende em Goiânia suspeito de latrocínio contra idosa em Itapuranga

Publicado em 06/09/2020 às 22:26

CLIQUE PARA AMPLIAR
PUBLICIDADE

Duas pessoas foram presas entre as madrugadas de sábado (5) e domingo (6), em Itapuranga e em Goiânia, por suspeita de participação em um latrocínio ocorrido contra um casal de idosos no primeiro município mencionado.

 

 De acordo com informações da Polícia Militar (PM), um menor e um adulto invadiram uma residência a procura de objetos de valor. Como não encontraram o que buscavam, atingiram os moradores com golpes de faca. A mulher, cuja idade não foi revelada, acabou morrendo no local. O marido dela, ferido, recebeu atendimento médico.

 

Na ocasião, ambos os suspeitos fugiram, mas o menor acabou capturado na própria cidade. O suposto comparsa, adulto, fugiu para Goiânia, onde foi detectado por policiais do Comando de Operações de Divisas (COD) na casa de parentes na madrugada deste domingo (6).

 

 

Segundo o tenente Dieison Cândido, informações compartilhadas por policiais do 6° e 34° Batalhões da PM, ambos do interior, possibilitaram a interceptação do suspeito na capital. “Policiais da cidade já tinham encontrado a arma do crime e roupas sujas com sangue da vítima na casa do foragido em Itapuranga. Receberam informações de que tinha vindo para Goiânia e conseguimos encontrá-lo”.

 

O suspeito ainda tentou nova fuga quando percebeu que seria preso. “Tentou correr, mas foi alcançado. Depois, acabou revelando que a intenção era ir para Brasília, de onde seguiria para o Nordeste”, aponta o PM.

 

De acordo com o tenente, ambos os presos confessaram que estiveram no local do crime no momento em que os idosos foram atacados. No entanto, ninguém assumiu a autoria dos golpes que causaram a morte da idosa. “O crime chamou muita atenção na cidade, muita gente ficou revoltada. Agora, um fica jogando a culpa para cima do outro, nenhum dos dois quer assumir, embora já tenham afirmado que estavam no local do crime no momento em que as facadas foram desferidas”.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

(62) 8585-3737