GENARC - prende três suspeitos de tráfico de drogas em Uruana e Uruaçu - Jornal Populacional
Quarta-Feira, 30 de Setembro de 2020

GENARC - prende três suspeitos de tráfico de drogas em Uruana e Uruaçu

Publicado em 08/02/2015 às 00:48

CLIQUE PARA AMPLIAR
PUBLICIDADE

Três equipes do Grupo Especial de Repressão a Narcóticos - GENARC - de Goianésia realizaram operações de combate ao tráfico de drogas em Uruana, no Vale do São Patrício e em Uruaçu, no Médio Norte Goiano.

 

A primeira abordagem ocorreu por volta das 13h30, na GO-230 no trevo que dá aceso ao distrito de Uruceres, município de Uruana. Na ocasião os policiais fizeram um bloqueio na rodovia e interceptaram um Golf branco que estaria sendo conduzido por Marcos Henrique Gabriel, o Marquinho Manaquebra, de 32 anos, tendo como passageiro Christopher Xavier Ramalho, o Cris, de 35 anos, e após busca pessoal e no veiculo, a polícia encontrou debaixo do banco do condutor várias porções de crack com peso aproximado de 175 gramas.

 

Segundo informações da polícia, há quase dois anos Marquinho Manaquebra era alvo de investigações do GENARC de Goianésia, desta maneira, as equipes se deslocaram até Uruaçu para dar sequência à operação policial.

 

Simultaneamente, os policiais realizaram buscas nas residências dos dois suspeitos, sendo que na casa de Manaquebra situada na Rua Anápolis, Centro de Uuraçu foram encontrados e apreendidos mais 01 quilos de crack, 100 gramas de cocaína e uma balança de precisão digital.

 

 Já na Avenida Americano do Brasil, Vila Dourada, residência de Cris, este que era um dos responsáveis por armazenar maconha para Manaquebra, foram encontrados e apreendidos 11 tabletes de maconha pesando 10 quilos e uma balança de precisão digital que encontravam escondidas no interior de um fundo falso do guarda roupas.

 

Por volta das 15h, as equipes do GENARC se deslocaram até a Rua 300, Setor Sul, residência de Carlos Gomes da Silva, o Carlin, de 32 anos, que segundo as investigações, seria o outro comparsa de Marquinho Manaquebra e também responsável por armazenar cocaína pra ele foram encontrados e apreendidos mais 250 gramas de cocaína, 400 gramas de maconha e uma balança de precisão digital, além de uma faca para cortar a droga.

 

Ainda de acordo com as investigações, a quantidade de drogas apreendidas em posse de Marquinho Manaquebra e seus comparsas são equivalentes a menos de 10% do que distribui em um mês para traficantes do Norte, Médio Norte e Vale do São Patrício.

 

O trio começou a ser investigado após prisões de traficantes em Goianésia que adquiriram drogas com Manaquebra que a partir daí passou a ser alvo dos policiais civis dos GENARC's de Goianésia, Ceres e de Uruaçu.

 

O principal fornecedor de Marquinho, Maykson Moreira Manso, também foi preso na GO-230 em maio de 2014 transportando 3,5 quilos de pasta base de cocaína e em seguida foi fechado um laboratório de refino de drogas, além de quase 30 quilos  de cocaína que foram aprendidos na residência de Maykson em Goiânia.

 

Desde então, Marquinho Manaquebra passou a distribuir drogas em Uruana que é circunscrição do GENARC de Goianésia, desta maneira, os policiais civis de Goianésia após identificar todos os modus operandi do trio, aguardaram o momento certo para efetuar a prisão dos mesmos.

 

Do trio detido nesta sexta (6/2), apenas Marcos Henrique, o Marquinho Manaquebra, já possui condenação pelo crime de tráfico de drogas, ele e Christopher Xavier Ramalho ficarão recolhidos na cadeia de Uruana, já Carlos Gomes da Silva ficará recolhido na unidade prisional de Uruaçu.

COMENTÁRIOS

Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

(62) 8585-3737