Sábado, 29 de Janeiro

Promotora diz que idosos de Jaraguá seriam transferidos sem a família saber

A promotora Priscila Leão Tuma Oltramari se manifestou com um comentário.

Publicado em 02/12/2021 às 11:54
Jaraguá

Após a publicação de carta por Márcio José da Silva, Coordenador Nacional do Denor da Sociedade de São Vicente de Paulo, com sede no Rio de Janeiro, com críticas ao decreto de intervenção administrativa no Abrigo São Vicente de Paulo, pela Prefeitura de Jaraguá, com apoio do Ministério Público e da Câmara Municipal.


A promotora Priscila Leão Tuma Oltramari se manifestou com um comentário por nota.


Nota


O Ministério Público até hoje não recebeu nenhum documento que comprovasse que a família dos idosos foi comunicada sobre a transferência.


A alegação é que informaram por telefone aos familiares (nem mesmo data e horário das ligações foi certificada). O correto é ter esse consentimento por escrito.



Testemunhas presenciais afirmaram que os próprios internos não sabiam que seriam transferidos. Tudo está sendo cuidadosamente apurado e esclarecido. Todos os envolvidos podem apresentar documentos e provas ao MP. Alguns já foram ouvidos.

Comentários


Os comentários não expressão a opinião do Jornal Populacional e são de exclusiva responsabilidade do autor.

Encontre mais notícias relacionadas a: Notícia, Justiça,

Veja Também