Morador de Itapaci viraliza na Internet após colocar placa expulsando candidatos - Jornal Populacional
Quinta-Feira, 22 de Outubro de 2020

Morador de Itapaci viraliza na Internet após colocar placa expulsando candidatos

Publicado em 24/09/2020 às 11:03

CLIQUE PARA AMPLIAR
PUBLICIDADE

Em Itapaci, a 115 quilômetros de Jaraguá, o empresário Wemerson Mendanha, conhecido na cidade como Mazarony Mazarony, radicalizou. Não quer saber de nenhum candidato a cargo eletivo batendo em sua porta em tempos de pandemia do coronavirus (Sars-CoV-2). Seu recado foi dado em um cartaz com letras garrafais afixado diante de sua residência, no centro da cidade.

 

A iniciativa chamou a atenção de quem passa pela Avenida Domingos de Souza, um lugar que está longe de passar desapercebido. A casa de Mazarony, uma pessoa muito conhecida na localidade, fica nas imediações da rádio, da prefeitura e do fórum locais. “Decidi fazer isso porque percebo que, com a proximidade das eleições, parece que a pandemia acabou para os candidatos. Se fecharam minhas lojas por causa da pandemia, então não venham na minha casa. ” 

 

Proprietário de três pequenos estabelecimentos de comércio eletrônico, Mazarony foi obrigado a suspender suas atividades quando a Covid-19 se instalou em Goiás. “No início, lojas pequenas não podiam abrir, mas supermercados e até distribuidoras de bebidas, sim. Agora, mesmo com o aumento no número de mortes, está tudo liberado, com aglomerações e muita gente sem usar máscara, até mesmo candidatos. Vai chegando perto das eleições e parece que a doença não faz mais sentido. ” 

 

O empresário que, com seu codinome tem um canal de música no Facebook, explica que foi a partir de observações da movimentação dos prováveis candidatos que decidiu fazer o cartaz. “Muitos nem sequer foram registrados como candidatos e já estão importunando, batendo de porta em porta, soltando foguetes e fazendo carreatas. Então a doença perdeu a importância? ”, questiona. 

 

A foto do cartaz começou a viralizar a partir do seu perfil nas redes sociais. “Não fiz isso para aparecer e sim para conscientizar as pessoas”, avisa.

 

Informações: O Popular.

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

(62) 8585-3737