Secretaria de Saúde de Goianésia monitora primeiro caso suspeito de coronavírus - Jornal Populacional
Sexta-Feira, 03 de Julho de 2020

Secretaria de Saúde de Goianésia monitora primeiro caso suspeito de coronavírus

Publicado em 09/03/2020 às 22:19

CLIQUE PARA AMPLIAR
PUBLICIDADE

A Secretaria Municipal de Saúde de Goianésia monitora na cidade o primeiro caso suspeito de coronavírus, onde uma criança de 8 anos apresenta sintomas da doença. A criança, bem como sua família, que esteve recentemente nos Estados Unidos, está em quarentena domiciliar por 72 horas, tempo em que o resultado dos exames ficará pronto.

 

Apresentando sintomas de gripe, como febre, tosse, corisa, espirros, leve irritação na garganta, ele foi levado à rede particular de saúde neste domingo, (8) treze dias após chegar do exterior. De acordo com José Teles, coordenador do Centro Epidemiológico de Goianésia, a criança atendia aos critérios de investigação e notificação.

 

A coleta do material para realização de exames foi realizada nesta segunda, (9) e o resultado deverá ficar pronto na quarta-feira, 11. Neste período, a família segue em quarentena, não podendo sair de casa ou até mesmo receber visitas, período este em que também serão monitorados.

 

De acordo com o secretário municipal de saúde, Hisham Mohamad Hamida, caso o resultado dê positivo eles continuarão em quarentena até completar quinze dias. Caso dê negativo, eles serão liberados. O secretário explicou ainda nestes casos serão monitoradas também pessoas com quem a criança teve contato, no caso a escola.

 

Segundo José Teles, se algum contato do menino apresentar sintomas respiratórios, também entrará no critério e terão que coletar amostras, passando a ficar em quarentena. Estudante da Escola Luiz César, os alunos da sala que a criança estuda já passaram por orientação.

 

Pelo menos três crianças da sala do menino apresentaram sintomas respiratórios, e estão sendo monitoradas, porém, conforme explicou Hisham, não são casos ainda de notificação, sendo necessário fazer alguns cruzamentos de tipo de sinais de sintomas.

COMENTÁRIOS

Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

(62) 8585-3737