Polícias Civil e Militar prendem suspeitos de extorsão e associação criminosa em Rianápolis - Jornal Populacional
Quinta-Feira, 13 de Agosto de 2020

Polícias Civil e Militar prendem suspeitos de extorsão e associação criminosa em Rianápolis

Publicado em 13/02/2020 às 19:49

CLIQUE PARA AMPLIAR
PUBLICIDADE

Policiais Civis de Rialma e Unint da10 DRP, com o apoio da Polícia Militar (22ª CIPM), desencadearam, nos dias 11 e 12/02/2020, operação que desarticulou uma associação criminosa envolvida com crimes de extorsão e prendeu temporariamente 3 (três) pessoas suspeitas da prática dos delitos.

 

De acordo com o delegado Matheus Costa Melo, no final do mês de Janeiro de 2020, a Polícia Civil foi informada que um idoso da cidade de Rianápolis estava sendo vítima de extorsão, ocasião em que os autores exigiam o pagamento de R$ 80.000,00 (oitenta mil reais), caso não fosse realizado, toda família seria morta pelos integrantes da quadrilha.

Para intimidar a família, chegaram a efetuar vários disparos de arma de fogo na residência da família, aterrorizando a todos.

 

Após uma série de diligências amparadas em ordem judicial, a Polícia Civi identificou quatro suspeitos, um deles atualmente preso na Unidade Prisional de Rialma e líder da quadrilha, responsável por distribuir as tarefas do bando.

 

Nos dias 11 e 12 de fevereiro equipes da Polícia Civil e Militar desencadearam operação e prenderam três investigados, tendo o autor intelectual confessado a prática dos crimes.

 

A Polícia Civil trabalha agora para localizar o quarto suspeito. Os presos foram recolhidos na Unidade Prisional, à disposição do Poder Judiciário.

 

O delegado Matheus Costa Melo não informou os nomes devido a nova Lei de Abuso de Autoridade que proíbe identificar e passar fotos para a imprensa.

 

Participaram da operação Policiais Civis de Rialma, Ceres, Carmo do Rio Verde, Unint e Policiais Militares da 22ª CIPM.

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

(62) 8585-3737