Jovem de 20 anos morre ao trocar tiros com a polícia em Goianésia - Jornal Populacional
Sexta-Feira, 14 de Agosto de 2020

Jovem de 20 anos morre ao trocar tiros com a polícia em Goianésia

Publicado em 11/01/2020 às 00:57

CLIQUE PARA AMPLIAR
PUBLICIDADE

Um jovem de 20 anos morreu no início da noite desta sexta-feira, 10, ao dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento - UPA - de Goianésia após ser alvejado por disparos de arma de fogo durante troca de tiros com a Polícia Militar da cidade.

 

Conforme informações levantadas pelo repórter Dener, o Grupo de Patrulhamento Tático - GPT - realizava patrulhamento pela região norte de Goianésia quando se deparou com Thalisson Duarte de Souza, o Macaco, em atitudes suspeitas, porém, quando os policiais iam proceder a abordagem, Thalisson teria realizado disparos de arma de fogo contra os PM’s e empreendeu fuga em um matagal nas proximidades do Residencial Laurentino Martins.

 

De imediato foi solicitado apoio das demais viaturas de área no intuito de localizá-lo, mas naquele momento ele conseguiu se esconder, segundo a polícia.

 

Já por volta de 19h40, quando as viaturas ainda realizavam patrulhamentos pela região, o GPT avistou Thalisson Duarte saindo do mato pela Rua 35 Norte, no Residencial Laurentino Martins. Os militares desembarcaram, deram voz de parada, mas ele desobedeceu e novamente tentou contra a vida dos policiais realizando disparos de arma de fogo.

 

Diante da situação, não restou aos policiais revidar a agressão e acabaram alvejando Thalison. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para a UPA, porém não resistiu e morreu ao dar entrada na unidade de saúde. A arma que ele usava foi apreendida com seis munições deflagradas e entregue na Delegacia de Polícia.

 

A vítima


Apesar da pouca idade, Thalisson Duarte já era um velho conhecido do meio policial. Ele era investigado pela morte de Celso Alonso de Luna, de 34 anos, morto em fevereiro de 2017 durante assalto na região central de Goianésia. Ele também era investigado em um roubo onde “assaltantes invadiram residência no Setor Sul, mataram o cachorro, amarraram casal na cama e roubaram dinheiro e veículo” e ainda “assaltantes matam cachorros, invadem residência no Bairro Santa Luzia e rendem casal de idoso”.

 

Em 2018, Thalison chegou a trocar tiros com a ROTAM em Goiânia. Na ocasião um goianesiense foi morto e outros 03 foram detidos, sendo ele um deles. No ano passado Thalison escapou da morte quando atiradores mataram Wesley Martins de Araújo, de 18 anos, no Residencial Ipê, região norte de Goianésia, quando na verdade, de acordo com as investigações da polícia, o alvo seria Thalison.

 

De acordo com investigações da polícia, no ano passado, Thalison chegou a recrutar dois menores, um de 17 e outro de 13 anos, para matar um desafeto. O crime ocorreu na noite do dia 03 de novembro no Bairro Dona Fíica, porém, os menores acabaram matando a pessoa errada. Ao ser apreendido, o menor de 13 anos alegou à polícia que um dos motivos que o levou a praticar o ato infracional equiparado a crime de homicídio, foi o fato dos aliciadores terem lhe dito que quando fosse preso ele teria alguns benefícios na prisão, como: comer pão com manteiga todos os dias, beber leite com café, além de poder estudar e ir à igreja.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

(62) 8585-3737