Dentista doa prótese para comediante com 4 dentes e doa prótese em Anápolis. - Jornal Populacional
Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019
  • Dentista doa prótese para comediante com 4 dentes e doa prótese em Anápolis.

    Publicado em 23/05/2019 às 01:38

    CLIQUE PARA AMPLIAR

    Comediante e mãe de seis filhos, Luciana Cristina Cardoso realizou, aos 41 anos, o sonho de ter um sorriso, em Anápolis. Ela começou a perder dentes aos 25 e acabou procurando fazer graça com a condição, como forma de superar a baixa autoestima. No entanto, sempre sonhou em recuperar os dentes, o que só aconteceu quando a odontóloga Flavia Ambrózio de Lima a conheceu, se sensibilizou com a história e doou tratamento e prótese dentária.

     

    “Meus dentes estavam muito estragados. Meu tratamento era muito caro e eu não tinha como pagar. Tinha dores de dente, de cabeça, não conseguia emprego, as pessoas riam de mim, minha autoestima [ficava] lá em baixo”.

     

    “Agora tenho vontade de me arrumar, de sair. Nunca pensei que ia encontrar alguém que pudesse fazer isso por mim. Vou ser grata a ela pelo resto da minha vida! É uma alegria tão grande que, quando coloquei a prótese, saí rindo para todo mundo”, contou Luciana, emocionada.

     

     

    A comediante contou que a falta de dentes gerava problemas físicos e psicológicos. Ela tinha vergonha de ir à escola do filho, de sair com o marido para jantar, não conseguia arrumar emprego e era alvo de chacotas.

     

    “Eu não conseguia viver. Eu era ‘a mulher sem dente’. Isso me incomodava muito. Eu ficava pra baixo. Nunca queria sair de casa porque sabia que ficavam me olhando”, contou.

     

    Para tentar se aceitar e superar os preconceitos, Luciana começou a fazer vídeos com uma risada engraçada, se mostrando mesmo sem os dentes. Ela contou que as gravações fizeram muito sucesso e renderam a ela milhares de seguidores em um canal de vídeos.

     

    “Muitas pessoas me admiraram, falaram que eu era muito guerreira. Eu comecei a fazer para tentar quebrar barreiras mesmo, superar o preconceito. Minha risada diferente foi o que marcou, e começaram a me pedir vídeos, fui fazendo e tenho até um contrato hoje com um canal [na internet]”, comentou.

     

    class="row medium-uncollapsed content-media content-photo" data-block-type="backstage-photo" data-block-id="13"> class="mc-column content-media__container">

    Odontóloga Flavia Ambrózio de Lima. 

      

    Mesmo usando do humor para superar como se sentia em relação à falta de dentes, Luciana nunca deixou de sonhar em ter o sorriso de volta. Até que em abril deste ano ela recebeu a ligação de uma amiga com uma novidade que ia mudar tudo.

     

    “Essa amiga minha me ligou e falou assim: ‘senta que eu tenho uma notícia pra te dar’. Aí ela disse que mostrou um dos meus vídeos para a doutora Flávia e ela ficou de me dar o tratamento todinho dos seus dentes. Eu nem acreditei”, disse.

     

    A odontóloga Flavia Ambrózio de Lima lembra que recebeu o pedido de ajuda da mãe de um paciente. A profissional se sensibilizou e fez de tudo para recuperar o sorriso da Luciana.

     

    “Quando vejo qualquer pessoa sem dentes eu me imagino no lugar dela. Penso nas dores que sentiu, os constrangimentos que sofreu. Porque na vida nós somos resultado das nossas escolhas, mas também das oportunidades que tivemos. Sinto ser minha obrigação devolver, de alguma forma, a dignidade para essas pessoas que precisam de um tratamento odontológico e não têm condições”, contou.

     

    Promessa feita, a odontóloga ficou um mês tratando de raízes que causavam dor, removendo, fez um molde para ela, mantendo os quatro dentes para sustentar a prótese e “voilà”. O dia 8 de maio marcou para sempre a vida das duas, como lembra Luciana.

     

    “Eu já estava contando os dias, né? Quando chegou a hora de pegar a prótese eu chorei, ela chorou. Saí de lá que não parecia que era eu. Eu comecei a rir pra todo mundo. Passava por todos sorrindo sem parar”, disse, também sem conseguir contar a alegria.

     

    Para a odontóloga, ver a felicidade da paciente paga qualquer trabalho.

     

    “Fazer algo assim é viver o amor da forma mais pura. A alegria dela em receber me fez tão bem e alimentou minha alma com muito amor. Devolver a autoestima para alguém através do sorriso é uma sensação mágica”, afirmou. (Reportagem do G1 Goiás).

     

     

    COMENTÁRIOS

    Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

    (62) 8585-3737