Raiane do Vale, responderá processo em prisão domiciliar por crime cometido em Ceres - Jornal Populacional
Sábado, 24 de Fevereiro de 2018
  • Raiane do Vale, responderá processo em prisão domiciliar por crime cometido em Ceres

    Publicado em 13/01/2018 às 10:34

    CLIQUE PARA AMPLIAR
    PUBLICIDADE

    Raiane e Priscila já vinham se provocando, e na madrugada de sábado 25 de novembro de 2017, a confusão terminou. Priscila Sousa Costa foi esfaqueada em frente a uma Boate na Rua 13 região central de Ceres, quando as duas teriam entrado em vias de fato, Priscila foi para o hospital após ser esfaqueada, mas não resistiu e morreu.

     

    No dia seguinte, Raiane se apresentou espontaneamente à delegacia e confessou o crime. Após grande repercussão, Raiane foi presa no dia 27 de dezembro de 2017, em razão de um mandado de prisão.

     

    A reportagem do Populacional, conversou com o advogado de Raiane, Diego Marçal de Andrade, que segundo ele, depois de um pedido formal realizado, foi expedido alvará de soltura em nome de Raiane do Vale nesta sexta-feira (12/1).

     

    Diego, informa que a mesma responderá ao processo em liberdade, onde aguarda audiência de instrução e julgamento que ainda não tem data marcada.

     

    Prisão domiciliar

     

    Outras informações, ressaltam que Raiane ficará em prisão domiciliar em razão de ter uma criança de três meses para amamentar, o que não estava sendo possível no presídio, especialmente neste momento tenso no ambiente prisional.

     

    O benefício foi para criança e não para ela. Raiane está proibida de sair de casa e será fiscalizada pela Polícia Militar e Polícia Civil.

     

    Caso ela for encontrada fora de sua residência, será encarcerada novamente e responderá por abandono material de menor, além do crime que já responde. O advogado de Raiane, não informou o Jornal Populacional a respeito desta prisão domiciliar. 

     

     

    Obs: foi adicionado uma nova informação nesta reportagem no dia 13 de novembro de 2018, as 10h34. 

    COMENTÁRIOS

    Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

    (62) 8585-3737