Jovem é assassinado em Goiânia (ele era muito querido em Rubiataba) diz o amigo - Jornal Populacional
Terça-Feira, 16 de Janeiro de 2018
  • Jovem é assassinado em Goiânia (ele era muito querido em Rubiataba) diz o amigo

    Publicado em 07/01/2018 às 18:32

    CLIQUE PARA AMPLIAR
    PUBLICIDADE

    Um jovem morreu assassinado no início da noite deste sábado (6/1) em Goiânia. De acordo com um colega da vítima, a família está muito abalada e ninguém sabe o que motivou o homicídio, já que a vítima conhecido por Roberto César (Betinho), não tinha problemas com ninguém.

     

    O amigo relatou ao Populacional, que o crime ocorreu por volta das 18h30, quando um homem chegou até a casa da vítima no setor Conjunto Aruana I, da capital, Roberto (Betinho), ao sair de dentro da residência no portão, passou um carro, ninguém sabe com precisão que veículo é, e dispararam inúmeros tiros em direção a vítima.

     

    De acordo com o amigo, que saiu da cidade de Rubiataba para acompanhar o velório, os disparos acertaram a vítima, no portão e na parede da casa e em uma outra casa que tem nos fundos.

     

     

     

    Ouça o tiro ao falar no celular 

     

    O amigo acredita que os disparos saíram de uma metralhadora ou uma pistola automática. Após os disparos, os autores fugiram sem levar nada. O corpo do jovem foi sepultado às 16h deste domingo (7). (Betinho), era muito querido na cidade de Rubiataba, realizava carnaval e foi várias vezes campeão.

     

    De acordo com o delegado Ernane Cazer, a vítima não tinha ligação com o mundo do crime. “Não tinha passagem e, de acordo com os relatos que ouvimos, era um trabalhador sem conexão com a criminalidade”. Os projéteis recolhidos pela polícia estavam muito danificados e precisarão passar por perícia, a qual deve revelar o tipo e o calibre.

     

    No momento do crime, ele utilizava o celular para gravar um áudio para uma amiga, o qual registrou o som do primeiro tiro. A vítima tinha 35 anos de idade. As informações são da Polícia Civil. (Ouça no vídeo acima)

             

     

     

    COMENTÁRIOS

    Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

    (62) 8585-3737