Adolescente desaparecida em Uruana, é encontrada pelo cheiro do perfume que usava - Jornal Populacional
Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017
  • Adolescente desaparecida em Uruana, é encontrada pelo cheiro do perfume que usava

    Publicado em 04/12/2017 às 23:55

    CLIQUE PARA AMPLIAR
    PUBLICIDADE

    A adolescente Maria Nathalia da Silva, de 13 anos, que desapareceu no último sábado (2), foi encontrada.

     

    De acordo com a mãe dela, Givanilda Maria Faustino da Silva, de 34 anos, a filha saiu escondida após pular o muro e ir para a casa de uma amiga por volta das 21h30 do sábado, e não mais voltou.

     

    Após muita procura, a filha foi encontrada por volta das 18h desta segunda-feira (4). Givanilda Maria, relatou ao Populacional que a menina foi encontrada através do cheiro do perfume que ela usava. 

    Ela, informou que a filha foi encontrada debaixo de uma cama na casa em que a mãe trabalhava em Uruana. A filha sempre acompanhava a mãe para o trabalho nesta residência, contou Givanilda.

     

    A mãe, disse que trabalhava na casa de uma senhora que já faleceu há uns 15 a 20 dias. Givanilda, falou que a filha entrou na residência porque o portão estava aberto, a casa estava fechada, mas no fundo há um quarto que estava com a porta aberta. A casa é do patrão de Givanilda que não mais trabalha na referida residência.

     

    A filha de Givanilda, ao adentrar na casa, segundo a mãe, não havia ninguém na residência, já que era tarde da noite. A mãe contou que por medo de voltar para casa, não tendo para onde ir, a adolescente entrou nesta casa e foi para debaixo da cama, onde permaneceu até nesta segunda-feira (4/12).

     

    Givanilda, relatou que algo falava para ela que a adolescente estava na referida casa, foi quando Givanilda, pediu para seu patrão ir até a casa para ver se de fato a menina estava.

     

    O patrão foi até a casa, olhou e não encontrou a menina, outra pessoa entrou na casa, mas também não encontrou. A menina, segundo a mãe, percebeu toda a movimentação, mas não saiu de debaixo da cama por medo.

     

    Um irmão de igreja foi até a casa e sentiu o cheiro de perfume, como a casa estava desocupada, o irmão de igreja achou estranho sentir o cheiro de perfume. Esse irmão, segundo a mãe, deu todo apoio desde que a menina havia desaparecido.

     

    Givanilda, relatou que o homem voltou para casa dela (de Givanilda), a filha dele (no caso do irmão de igreja) que estava com Nathalia, no memento antes dela desparecer, o pai perguntou que perfume Nathalia havia usado, a filha foi até o guarda-roupa de Nathalia e mostrou o perfume para o pai que Nathalia havia usado.

     

    O irmão de Igreja voltou até casa, a princípio, o perfume não era o mesmo cheiro que sentia. Na medida que o tempo foi passando, segundo a mãe da adolescente, o cheiro foi igualando o que estava na casa.

     

    A mãe, falou que no momento que procurava a menina na residência, parentes do dono da casa passavam no local, e segundo a mãe, perguntaram se tinha alguma pista da filha, neste momento chamaram eles para entrar na casa para sentir o cheiro do perfume, foi quando entraram no quarto e sentiram o cheiro do perfume.

     

    A pessoa que sentiu o cheiro do perfume, segundo a mãe, disse: ou ela teve aqui, ou está aqui. Momento em que olharam debaixo da cama e encontrou a adolescente.

     

    A mãe está muito aliviada e alegre.

    COMENTÁRIOS

    Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

    (62) 8585-3737