Rumos na segurança: serão instaladas câmeras na cidade de Ceres - Jornal Populacional
Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019
  • Rumos na segurança: serão instaladas câmeras na cidade de Ceres

    Publicado em 07/04/2016 às 06:16

    CLIQUE PARA AMPLIAR
    PUBLICIDADE

    Uma reunião entre vários empresários, Polícia Militar, Civil Ceres e Rialma, e prefeita Inês busca os rumos da segurança nas duas cidades. A reportagem do JP, acompanhou a reunião que foi realizada nesta quarta-feira (6/4), e conversou com Major Lopes, e também com o delegado Marco Aurélio Eusébio.

     

    Segundo o Major, é uma parceria da prefeitura, empresários e polícia, todo o equipamento de câmeras de segurança para o monitoramento, por enquanto será instalado no Parque Curumim. O sistema hoje custa 150 mil reais, o equipamento de manuseio será colocado no Copom no Batalhão da Polícia Militar.

     

    O major disse que isso será um benefício muito grande para a população da cidade de Ceres. Após as câmeras serem instaladas no Curumim, outras câmeras serão instaladas em vários pontos estratégicos da cidade em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Ceres e Rialma, através dos empresários de maneira que segundo o major, todos os locais da cidade serão monitorados 24 horas pela Polícia Militar.

     

    Questionado a respeito do pouco efetivo de policiais militares na cidade, o major respondeu que o efetivo não seria pouco, mas se tivesse mais homens seria bom. O problema não é somente Ceres e Rialma, este problema de efetivo é no estado todo. Segundo ele, Ceres possui uma viatura especializada e mais três a quatro viaturas que entram de serviços todos os dias.

     

    O delegado Marco Aurélio Eusébio, falou a respeito do efetivo dos agentes investigadores, que não é diferente da Polícia Militar, ele disse que a Polícia Civil também tem passado por esta deficiência policial, mas o delegado acredita que o sistema que será instalado no município de Ceres, deverá ajudar no trabalho preventivo da Polícia Militar e investigativo da Policia Civil.

     

    O delegado reconhece o grande número de crimes patrimoniais na cidade, os assaltos a mão armada que tem acontecido, o delegado disse que tem trabalhado, mas fala que perdeu vários agentes investigativos.

     

    Marco Aurélio, comentou que quando chegou na cidade há um ano e meio, haviam 7 policiais civis, hoje conta com apenas três, isso não é justificativa, mas prejudica muito o trabalho investigativo, já que a demanda é muito grande. Pontuou.

     

    Participou também o agente Civil da cidade de Rialma, Claudinei, que segundo o delegado Marco Aurélio, Rialma não está diferente de Ceres em relação ao efetivo policiais civis, conta com dois agentes investigativos, dois escrivães e o delegado.

     

    Veja na íntegra a reportagem em vídeo  

     

     

     

    MAIS FOTOS

    COMENTÁRIOS

    Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

    (62) 8585-3737