Caminhão da prefeitura de Santa Isabel é denunciado por prestar serviço a particular - Jornal Populacional
Terça-Feira, 16 de Janeiro de 2018
  • Caminhão da prefeitura de Santa Isabel é denunciado por prestar serviço a particular

    Publicado em 20/11/2015 às 15:32

    CLIQUE PARA AMPLIAR
    PUBLICIDADE

    Na manhã desta sexta-feira (20/11), um caminhão caçamba da prefeitura de Santa Isabel, teria sido flagrado prestando serviço para particular na cidade de Rialma.

     

    A reportagem do JP, após ser avisada, foi até o local e constatou o que foi denunciado no Ministério Público.

     

    De acordo com o tenente Habash da Polícia Militar, a pedido do promotor da Comarca de Rialma, foi ao local para averiguar a denúncia.

     

    O tenente relata que de fato estaria o caminhão da prefeitura que havia descarregado cerca de quatro metros de areia em uma residência que fica na Rua 12, abaixo da Caixa Econômica, região central de Rialma.  

     

    Habash, explica que no caminhão havia o motorista e um passageiro que seria colega de trabalho.  A moradora responsável pela residência, mora no distrito de Cirilânia.

     

    Após comprovar a denúncia, o caminhão, o condutor e o colega foram levados para DP de Rialma.  

     

    O JP, conversou com o condutor do caminhão, ele disse que o Secretário de Transportes que teria autorizado a realizar o serviço até a cidade de Rialma, o motorista falou também que não sabe quem é a pessoa onde a areia foi deixada.

     

    O JP conversou também com o secretário de Transporte de Santa Isabel, José Pereira, ele disse que não sabia que o caminhão estaria carregado de areia, e não teria autorizado o transporte da areia para Rialma. O secretário comenta que o caminhão caçamba estaria com problemas e teria vindo para conserto.

     

    O promotor de justiça de Rialma, Leandro Koiti Murata, disse a reportagem do JP, que a denúncia foi anônima, e pediu a polícia Militar que fosse até o local para a averiguação, junto foi também um oficial da promotoria, o que teria sido constatado o fato.

     

    O Ministério Público, segundo Murata, para tomar qualquer decisão, precisa de estar em mãos o processo da Polícia Civil para verificar realmente o que teria acontecido, se estaria utilizando máquina pública indevidamente ou não.

     

    Murata explica que se constatar o uso indevido, podem haver consequências penais pela lei de improbidade administrativa, seja por peculato, ou corrupção.

     

    Até o momento desta reportagem, o motorista do caminhão caçamba não havia sido ouvido pelo delegado de Rialma.

     

    O prefeito Levino de Sousa, segundo o secretário até o momento desta entrevista não sabia do fato, pois estava em viagem para Goiânia.

     

    A reportagem tentou falar com o prefeito por telefone, mas as ligações iam direto para caixa de mensagem.

     

     

     

    MAIS FOTOS

    COMENTÁRIOS

    Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

    (62) 8585-3737