Curso de medicina em Ceres, 1ª turma pode ser em março de 2020 - Jornal Populacional
X
Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019

Curso de medicina em Ceres, 1ª turma pode ser em março de 2020

Publicado em 15/10/2019 às 20:00

CLIQUE PARA AMPLIAR
PUBLICIDADE

Uma equipe técnica da UniCerrado Centro Universitário de Goiatuba, curso de medicina, visitou a cidade de Ceres nesta terça-feira (15/10) juntamente com representantes do Conselho Estadual de Educação.

 

A reportagem do Jornal Populacional, conversou com o Reitor da UniCerrado, Gilmar Vieira de Resende, ele ressaltou que a visita foi extremamente positiva em relação aos membros da comissão do Conselho Estadual de Educação, do que foi relatado, que deixou a equipe da universidade muito satisfeita e com a certeza de que o relatório será de aprovação de abertura do campo da UniCerrado curso de medicina em Ceres.

 

O reitor acredita que dentro em breve estará em Ceres passando a informação de que realmente foi aprovado este campo na cidade.

 

O projeto apresentado da sede, foi bastante detalhado, arrojado com estrutura muito imponente. Gilmar Resende, acredita que a partir de novembro 2019, já conta com a veiculação do 1º vestibular de medicina em Ceres, e tudo transcorrendo bem, em janeiro de 2020, a menos de três meses já está prestando o primeiro vestibular com início das aulas da primeira turma no mês de março de 2020.

 

Proposta

 

UniCerrado Centro Universitário de Goiatuba, está bem próximo de ser o Centro Universitário de Goiatuba com Campus em Ceres. Para Gilmar Resende, é uma proposta de responsabilidade muito grande, é uma instituição que tem 31 anos de existência, uma história que já está consolidada que será dividida com a cidade de Ceres.

 

 

O reitor, ressaltou que sabe do potencial que a cidade possui, da estrutura de saúde e que posteriormente possa abrir a faculdade de odontologia na medida que a cidade for desenvolvendo.

 

Ao finalizar, Gilmar Resende, agradeceu a receptividade e o carinho de todos, falou o que uma faculdade de medicina traz de benefício para o município, além de mudanças em todos os segmentos comercialmente.

 

Visão do Prefeito Rafael Melo

 

Para o prefeito Rafael Melo, esse curso de medicina será de extrema importância para o município de Ceres. “É uma escola que vai trazer além da educação, uma movimentação imensa na economia da cidade”.

 

Sede da Universidade em em Ceres, Rua Leopoldina Salgado proximo ao Banco do Brasil

 

Rafael Melo, mencionou também que essa faculdade em Ceres, vai trazer conforto para aqueles filhos que não precisam sair mais para fazer medicina fora, longe da família, o que acarreta uma redução de custo, economia.

 

O prefeito destacou que a Universidade UniCerrado, foi aprovada com nota 4 de 0 a 5, portando é uma instituição de imensa responsabilidade que formam profissionais há 31 anos. Para Rafael, a cidade de Ceres, possui toda estrutura para receber esta universidade. Na unidade de Goiatuba, segundo o prefeito é preciso que a UniCerrado contrate professores de fora, já em Ceres, que possui mais de 200 médicos moradores e residente na região, Rafael acredita que vai facilitar e muito a logística da universidade.

 

O prefeito disse estar muito otimista pelo que a cidade de Ceres oferece e que no futuro em breve possa ser realizado o sonho da população ceresina que vem há muitos anos.

 

Rafael, conversou com vários empresários na área de saúde, donos de hospitais que se colocaram à disposição da instituição UniCerrado, o prefeito entende que é um fator muito importante, positivo para aprovação desta universidade.

 

Foi assinado um convênio onde o município através da prefeitura disponibiliza toda estrutura de saúde para a universidade.

 

O prefeito, o reitor, o Secretário de Saúde Junior Fleury, o vice-prefeito Marcão fizeram uma entrevista na Rádio Legal FM a respeito desta universidade. Instituições de saúde foram visitadas: Unidade de Pronto Atendimento (UPA), Hospital São Pio X.

 

 

COMENTÁRIOS

Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

(62) 8585-3737