Indiciados suspeitos de roubo e estupro em motel de Jaraguá em 2018 - Jornal Populacional
Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019
  • Indiciados suspeitos de roubo e estupro em motel de Jaraguá em 2018

    Publicado em 09/07/2019 às 21:43

    CLIQUE PARA AMPLIAR
    PUBLICIDADE

    No mês de abril do ano de 2018, na madrugada, dois indivíduos entraram armados, com armas de fogo, em um motel localizado na cidade de Jaraguá e renderam os funcionários e clientes. Anunciaram o assalto e, em seguida, foram até um dos quartos que estava um casal. Dinheiro e objetos pessoais foram roubados de várias vítimas.

     

    Não satisfeitos, um dos marginais estuprou uma das vítimas. Antes de empreenderem fuga, os marginais trancaram todas as vítimas em um dos quartos. Tempos depois, a Polícia Militar de Jaraguá conseguiu prender em flagrante dois indivíduos por crime contra o patrimônio. Eles foram identificados como sendo Diego Pereira Neres e Guilherme Moraes Campos Passos.

     

    Após a prisão de ambos, a Polícia Civil intensificou as investigações e conseguiu remeter ao Poder Judiciário vários Inquéritos Policiais sobre crimes contra o patrimônio, inclusive, crimes praticados com muita violência. Em todos os Inquéritos Policiais remetidos, figuraram como indiciados as pessoas de Diego e Guilherme. Eles estavam “tocando o terror” na cidade.

     

    Todavia, ainda faltava descobrir as autorias do crime de roubo e estupro ocorridos no motel. Graças ao empenho e a dedicação dos policiais civis e, ainda, com o apoio da sociedade, o Inquérito Policial foi concluído e foram indiciados pelos crimes Diego Pereira Neres e Guilherme Moraes Campos Passos.

     

    Uma das vítimas reconheceu Diego e Guilherme como sendo os autores, inclusive, afirmou que o Diego era o mais gordinho e o Guilherme o mais magrinho. Ela ainda reconheceu as balaclavas (tocas) utilizadas e a arma de fogo utilizada também (ambas apreendidas com os dois). Já a vítima do estupro e o seu namorado visualizaram a fotografia de Diego e acharam ele muito parecido com o estuprador. Também analisaram a fotografia de Guilherme e acharam ele muito parecido com o outro marginal.

     

    Por fim, Guilherme Moraes Campos Passos foi indiciado por crime de roubo majorado e Diego Pereira Neres foi indiciado pelos crimes de roubo majorado e estupro. A última informação é que o Guilherme conseguiu fugir do presídio de Jaraguá, porém, Diego continua preso.

     

    COMENTÁRIOS

    Os comentários aqui postados expressam a opinião de seus autores, responsáveis por seu teor, e não do Jornal Populacional

    (62) 8585-3737