Guia Populacional

A+ A A-

Polícia Civil de Goianésia prende 4 pessoas acusadas de cometerem homicídios

Avalie este item
(0 votos)

Nos últimos dias, policiais civis de Goianésia conseguiram prender 04 pessoas acusadas de cometerem crimes de homicídio em Goianésia e no estado de Pernambuco.

As duas primeiras prisões ocorreram nos dias 08 e 09, quando os acusados de serem autores do homicídio que ceifaram a vida do segurança Carlos Ferreira da Mata, 35 anos, foram presos pela Polícia Civil de Goianésia em circunstâncias diferentes.

A primeira prisão ocorreu na sexta-feira, 08, onde Arlan Vinícius Garcia, de 34 anos foi preso depois de apresentar-se espontaneamente na Delegacia de Polícia Civil de Goianésia, após ter ciência que estava sendo monitorado por policiais civis locais, visto que contra o mesmo foi expedido um mandado de prisão temporária relacionado ao homicídio no qual Arlan e outra pessoa de nome Marcos Célio foram indiciados como os autores. Durante a apresentação na Delegacia, Arlan apresentou ainda a arma de fogo utilizada no crime de homicídio em que o mesmo confessou ser o atirador.

A outra prisão ocorreu no sábado, onde Marcos Célio Rodrigues da Silva, o vulgo “Célio” de 19 anos, foi flagrado comercializando drogas no Bairro Jardim Esperança. No momento de sua prisão o mesmo portava porções de crack e uma quantia de dinheiro composta por cédulas de pequeno valor. Momentos antes, os policiais civis receberam uma denúncia anônima informando que o homem que participou do homicídio ocorrido no dia 10 de fevereiro estaria vendendo drogas em um bar do Jardim Esperança tranquilamente.

Diante desta informação, os policiais civis se deslocaram ao local e efetuaram a prisão de Marcos Célio que foi preso somente por ser autuado em flagrante pela prática de crime de tráfico de drogas. Vale ressaltar que apesar de o mesmo ser identificado pela Polícia Civil como sendo ele o outro autor, até o momento de sua prisão ainda não tinha sido expedido mandado de prisão em desfavor do mesmo.

O crime

Durante o período de carnaval, a vítima Carlos Ferreira da Mata, de 35 anos, havia sido contratado para trabalhar como segurança no Auto Posto Z+Z, porém, durante a madrugada de domingo, dois elementos desconhecidos chegaram em uma motocicleta não identificada e começaram a efetuar vários disparos de arma de fogo em direção à vítima que foi alvejada por aproximadamente 9 disparos.

De acordo com o Delegado da Delegacia de Polícia de Goianésia, Marco Antônio Maia Junior, em poucas horas de investigações os policiais civis já tinham identificado que o autor dos disparos teria sido Arlan Vinícius. Em depoimento, o acusado informou à polícia que cometeu o crime após sem sucesso tentar receber uma dívida de R$ 600,00 que a vítima havia contraído ao adquirir um som automotivo do acusado. Para Arlan, Carlos Ferreira, tinha dinheiro para pagá-lo e não o pagava porque não queria.

Depois de cometer o crime, Arlan Vinícius fugiu e até então não havia sido encontrado pela polícia que em posse de um mandado de prisão em desfavor de Arlan se deslocaram para outras cidades com o objetivo de prendê-lo. Encurralado, o acusado apresentou-se na sexta-feira, 08, na Delegacia na presença de seus advogados juntamente com a arma do crime. Após a confissão de Arlan, os policiais civis aguardavam a expedição do mandado de prisão em desfavor de Marcos Célio, este que levou e deu fuga para o autor dos disparos de arma de fogo contra Carlos.

Os dois já se encontram recolhido no CISG – Centro de Inserção Social de Goianésia – á disposição da Justiça da Comarca de Goianésia.

Autores de homicídio bárbaro ocorrido no PE são presos em Goianésia

No final da tarde desta terça-feira, 12, os policiais civis efetuaram a prisão do operador de máquinas, Edinaldo Henrique Pereira, de 45 anos e de seu filho, o tratorista, José Carlos Henrique Pereira, de 31. Ambos são acusados de terem cometido crime de homicídio em uma fazenda situada no município de Barreiros-PE.

 

prisao-pc-03O crime ocorreu em março de 2003 depois de uma discussão entre Edinaldo e a vítima que em posse de um facão teria tentado agredir o autor que na ocasião portava uma arma de fogo e atirou na vítima que caído no chão, quase desfalecido ainda sofreu golpes de facão na cabeça desferido pelo filho do autor, que quase deceparam a cabeça da vítima. Logo, pai e filhos evadiram do local e vieram para o estado de Goiás e há 7 anos residem e trabalham em Goianésia.

A prisão destes dois acusados de cometerem homicídios só foi possível graças a denúncias anônimas e ao empenho dos policiais civis que com poucas informações localizaram e prenderam pai e filhos que eram foragidos da Justiça do Estado de Pernambuco. Em breve os dois serão recambiados para o estado de Pernambuco onde estarão à disposição justiça pernambucana.

A Polícia Civil de Goianésia, através do delegado Marco Antônio Maia Júnior, agradece a população da cidade, que tem colaborado muito por meio de denúncias anônimas que resultaram nas prisões de vários criminosos. Ressalta ainda que dos três casos de homicídios ocorrido este ano apenas um ainda não foi elucidado, sendo que com a colaboração da população em breve os acusados deste serão presos pela polícia.

Com informações do Meganésia 

Última modificação em Quinta, 14 Março 2013 21:26

Mídia

Figura1

Hospital São Patrício, Ceres - Fone: 62-3323-1338

Jornal Populacional 2012 - Todos os direitos reservados.

Login or Register

Facebook user?

You can use your Facebook account to sign into our site.

Log in with Facebook

LOG IN